top of page
  • Foto do escritorCristiano Fernandes

Designer, por que é importante ter clareza do seu próximo passo profissional?



Photo by fauxels from Pexels
Se você não sabe para onde vai, qualquer caminho serve.

Você sabia que segundo uma pesquisa (fonte revista Exame): 87% dos brasileiros pensam em procurar um novo emprego e 81% dos brasileiros pretende pedir um aumento no próximo ano. O que isso significa? A maioria dos brasileiros não está satisfeito com seu trabalho e com seu salário atual, e nisso estão incluídos também os designers brasileiros.


Você sabe do diálogo entre o Gatinho e a Alice de "Alice no País das Maravilhas''? É assim:

Disse Alice:

- Poderia me dizer, por favor, que caminho devo tomar para ir embora daqui?

- Isso depende muito de para onde quer ir - respondeu o Gato.

- Para mim, acho que tanto faz... - disse a menina.

- Nesse caso, qualquer caminho serve - afirmou o Gato.

Ou seja, se não sabemos pra onde vamos, qualquer caminho serve.


Mas, Cris, como resolver isso?

Pense que é uma maratona e não uma corrida de 100 metros, pois em uma maratona você se prepara meses ou anos treinando e, quando começa, não sai correndo que nem um maluco, você vai cadenciando a energia, acelera um pouco, diminui um pouco, toma água, depois continua. Ficar satisfeito ou saber qual é seu próximo passo na carreira é algo que você vai descobrir na jornada, mas, para descobrir, você precisa querer percorrer a jornada. Entende?


Há muitas pessoas que pensam que eu saí fazendo site que nem um doido na minha carreira ou que já nasci sabendo como liderar um time de 30 designers como já liderei. Não funciona bem assim. Conforme o tempo vai passando, você se conhece mais, aprende, erra, volta, contrata certo, demite errado, lidera bem, lidera mal e os quilômetros da maratona vão passando, entende?


Contudo, o que mais importa nesta maratona, nesta jornada não é a velocidade, mas a direção para onde você está indo. Imagina uma maratona onde você está correndo sempre para o lado errado. É isso que acontece quando você está em um trabalho que não está alinhado com seus valores, suas potencialidades, seu estilo de vida. Por vezes, passam-se 5 anos e cai a ficha de que você tá correndo para o lado errado. Assim, se autoconhecer é a chave para escolher o melhor caminho. E se ninguém te disse isso, aqui vai uma dica preciosa: “Quem define onde e para quem você vai trabalhar é você mesmo! Não é seu marido ou esposa, não é a pandemia, não é o governo, não é seu gato. Isso se chama autorresponsabilidade!



Agora me diz, quando você parou para pensar em sua carreira desta maneira?


Para ter clareza do seu próximo passo profissional, se conhecer é o primeiro passo.

Quantos anos você já dedicou a sua educação formal? Desde a primeira série até o fim da faculdade ou se você fez alguma pós ou cursos complementares na área de design?

Mas quanto tempo você se dedicou a planejar, organizar e criar seu futuro profissional? Definiu o que quer ou não fazer? Cinco ou dez anos passam rápido demais!


Você que é jovem e parece que nunca vai chegar aos 30, depois vê como demora para chegar aos 40. Eu estou com 43 e digo que, muitas vezes, nem vi o tempo passar! Às vezes, encontro colegas de trabalho que não via há 10 anos e eles perguntam: “Como está aquela sua filhinha que conheci lá na AG2?” E eu digo: “Ela já está mais alta do que eu, e é incrível minha filha já estar com 15 anos!” O tempo é nosso maior recurso, mas ele é finito! Use-o bem! Trabalhe com aquilo que você vê que faz sentido.


Tenho um cliente do método LED que já fez de tudo na vida: teve pelo menos uns 12 empregos e funções diferentes; se formou em uma coisa, depois foi tentar fazer outra; foi empregado e patrão, mas parece que nada fazia brilhar seu olho. Um dia nos encontramos e trabalhamos clareza na área do trabalho e ele hoje sabe onde seu talento brilha mais e pode escolher viver disso se quiser. Isso só ocorreu porque um dia ele parou e olhou para si mesmo, investiu para saber quais eram seus poderes e sua “kriptonita” e resolveu conhecer seus valores, suas qualidades, seu perfil de comportamento, alinhando todo este autoconhecimento com foco para descobrir o que mais gostava de fazer. Depois de alguns testes e reuniões no método LED, descobrimos.


E quando se descobre o que se gosta, acabamos percebendo que faríamos aquilo todo dia de graça e esta é uma dica bem importante e uma reflexão para você: o que você faria hoje que é trabalho e agrega valor ao mundo e às pessoas e do qual você gosta tanto que, se pudesse, o faria de graça, todos os dias? Este já é um bom primeiro passo! Além de se autoconhecer, saber onde quer chegar, qual seu sonho a longo prazo e qual sua meta a curto prazo são aspectos muito importantes a serem considerados.


"Entretanto, por que as pessoas não sonham, Cris?"

Um bom exercício aqui é entender que o "como" é nosso maior ladrão de sonhos. Então, as pessoas não sonham porque já pensam em como vou fazer isso ou como vou fazer aquilo, pois quando sonhamos, devemos deixar o "como" de lado e ser livres.


"Cris, isso é um papo meio estranho, você não acha?"

É o que parece, mas com a metodologia certa, você transforma sonhos em metas factíveis e estas em aprendizados e rotinas certas com foco certo: BINGO! Sonho realizado! É fácil? Não. Eu não disse que seria fácil! Se fosse fácil não teríamos 87% dos brasileiros procurando novos empregos todo ano.

Fazer o comum é fácil, mas sair da média é somente para quem quer e muito! E se autoconhecer é o primeiro passo sólido para realizar tudo isso!


Em terra de cego, quem tem um olho é rei.”

Quem nunca ouviu este ditado? Pense bem, se 87% dos brasileiros desejam procurar um novo emprego, significa que a maioria dos brasileiros não está satisfeito com seu trabalho ou com seu salário atual. Em média, o que estes 87% nos fazem, é pensar assim: meu emprego não é bom e a culpa disso é do meu chefe, do mercado, do Brasil, da economia, da pandemia, do governo. E você, querido designer? Não tem culpa nenhuma nisso? Tem, sim, quando faz o que estas pessoas fazem: reclamar e agir na direção errada.


"Então Cris, o que eu posso fazer?"

A solução parece óbvia: o que você deve fazer é algo diferente do que estes 87% fazem, correto? Então, faça diferente dos outros! Tenha clareza do seu propósito no seu trabalho como designer! Entenda onde você quer se encaixar nesta engrenagem corporativa e, principalmente, entenda quem você é, quais são seus valores, crenças, limitadores, potencializadores, poderes e kriptonitas.


Entendendo isso, você vai poder escolher melhores empregos, lugares para trabalhar, chefes mais alinhados com o seu pensamento ou montar seu próprio negócio com a sua cara e com seus valores. A etapa de clareza é a etapa inicial do método LED para designers fora da média. Clareza é, por exemplo, você ter uma viagem de carro para fazer e antes de viajar, você tem que configurar o carro, ligar as luzes, verificar pneus e se há gasolina, colocar o cinto, ver se pegou a carteira de motorista, ajustar os espelhos e o banco, enfim, tudo isso antes de ligar o carro, certo?


Se você é um designer que não sabe se está na direção certa, eu lhe digo que há, sim, uma saída.

Vem comigo #depropósito #nadireçãocerta, e até a próxima. #SouLED




Comments


bottom of page